5 ferramentas automotivas mais usadas

Ferramenta

As ferramentas automotivas são usadas para mecânica de automóveis, ou seja, são itens indispensáveis em uma oficina e todo profissional que trabalha nessa área deve conhecer algumas que são usadas todos os dias.

Sabendo qual a ferramenta usar em cada tipo de parafuso, porca, arruela ou outros acessórios de um veículo, o serviço torna-se muito mais fácil, já que, cada peça possui uma ferramenta que encaixa perfeitamente.

O que são ferramentas automotivas?

Ao chegar em uma oficina mecânica, é comum encontrar uma bancada com alicates, torquímetros e, em alguns casos, até mesmo um elevador.

Uma pessoa que não tenha isso disponível em sua profissão não pode oferecer um serviço de qualidade, pois, improvisar na hora de retirar parafusos de tamanho diferentes acaba desgastando tanto a peça quanto a própria ferramenta.
Por isso, para cada parafuso ou acessório do automóvel, existe uma opção que facilita a retirada ou colocação no veículo e, algumas são mais comuns no dia a dia de uma oficina mecânica.

Abaixo, falaremos sobre as opções mais encontradas e utilizadas por um profissional especializado em mecânica automotiva.

Conheça as 5 ferramentas automotivas mais usadas 

Separamos 5 ferramentas que são muito usadas no cotidiano de uma oficina automotiva, pois, qualquer profissional dessa área costuma usar, no mínimo, metade das que estão listadas abaixo.

Chaves e alicates

Todo parafuso possui uma chave correspondente, portanto, não adianta tentar retirar um parafuso de número 10 com a chave de número 9, pois esta nem entrará na cabeça da peça.

Existem pessoas que, por falta da chave correspondente, utilizam um alicate para essa função, mas isso não é recomendável, visto que os cantos do parafuso irão desgastar-se e, nesse caso, nem mesmo a chave original desenhada para ele irá encaixar mais com eficiência.

Os alicates possuem outras funções como apertar, cortar, enrolar um material maleável e soltar alguma peça que esteja presa.

As duas ferramentas são obrigatórias em toda oficina automotiva e o profissional que não as possui está, provavelmente, no ramo errado.

Elevadores

Substitutos dos antigos fossos, os elevadores não são obrigatórios em toda oficina automotiva, visto que o custo desse equipamento é alto e alguns mecânicos não possuem esse dinheiro para investir.

No entanto, a facilidade que essa ferramenta traz para o profissional dessa área é enorme, pois, se antes os mecânicos tinham que abrir um fosso dentro da oficina para olhar o carro por baixo e encontrar problemas, hoje esses profissionais já podem erguer o veículo até uma altura que os permita entrar embaixo do carro em segurança para trabalhar.

Apesar de ser custoso, é um investimento muito importante para garantir a qualidade do serviço e a melhoria na condição de trabalho do mecânico automotivo.

Torquímetros

Assim como as chaves, os torquímetros são usados para apertar os parafusos também, mas a eficácia dessas ferramentas é mais importante que isso, já que, diferentemente das chaves comuns, ela aponta o torque de cada parafuso.

Ou seja, cada tipo de parafuso em um veículo deve ser apertado até um certo ponto para que não fique impossível de ser retirado depois do aperto.

Além disso, por se tratar de um automóvel, existem partes do motor que devem ser rígidamente calculados os apertos, como no bloco, por exemplo, já que os parafusos que estão nessa parte do veículo são muito importantes e devem ser respeitadas suas limitações.

Alinhador

Outro equipamento que facilita a vida de um mecânico automotivo é o alinhador, pois, essa ferramenta é muito usada em carros que estão desalinhados.

É comum que um carro perca o alinhamento no dia a dia, seja por causa do pavimento que não oferece boas condições para os motoristas, seja porque os pneus já estão desgastados.

Portanto, uma oficina especializada nesse tipo de serviço deverá ter essa ferramenta disponível para o  trabalho mecânico, já que, alinhar um automóvel não é tão fácil sem o auxílio de um alinhador.

Scanner

Calma, ainda estamos falando de automóveis, apesar de parecer que estamos em um artigo voltado para computadores.