Truques para ensinar ao seu cachorro

Truques para ensinar ao seu cachorro

Truques para ensinar ao seu cachorro

As brincadeiras com cachorros são uma busca constante para quem tem animais de estimação em casa e gosta de fazer deles o centro das atenções. No entanto, o treinamento e as apresentações de cães não são apenas para a diversão do seu animal ou entreter as pessoas.

 

Como em muitos outros processos de treinamento de cães, quanto mais cedo um cão começa a treinar, mais rápido ele aprende comandos e regras; Portanto, é óbvio que a fase inicial de vida dos animais de estimação é ideal para começar a aprender truques, regras e comportamentos, e os amigos de quatro patas com uma vida de mais de dois meses já são capazes de receber e entender comandos específicos.

 

O mercado pet, que está se tornando cada vez mais agitado, já oferece uma grande variedade de ferramentas que podem auxiliar muito no processo de adestramento de cães, e o clicker continua sendo um dos produtos e mais populares usados ​​para o adestramento de cães.

 

Embora essa ferramenta seja usada até mesmo por treinadores profissionais no processo de ensino de truques e comandos, nem sempre é importante que o animal entenda o que está sendo apresentado; guloseimas, petiscos, afagos e carícias também podem ser uma ótima maneira de recompensar os animais por um comportamento positivo.

Ensine truques ao seu cão

Como mencionado acima, o treinamento do cão é muito facilitado quando o animal ainda é um filhote, e é importante considerar o quanto ele gosta dessa atividade, pois – dependendo da idade do animal – ele pode encarar o treino como algo tedioso. Por exemplo, cães mais velhos não devem ser forçados a fazer esses tipos de tarefas, a menos que as considerem divertidas e animadas.

Truques para ensinar ao seu cachorro

Outro ponto muito importante a se atentar é que, durante qualquer tipo de exercício, o abuso físico nunca deve ser usado como forma de repreensão aos animais de estimação. A crueldade com os animais não é apenas considerada crime, mas também pode ser o oposto do seu objetivo de aprendizagem, pois o animal fica com medo de seu dono e percebe o processo de aprendizagem como uma tortura constante.

 

É recomendável que você marque uma consulta com seu veterinário antes de iniciar o treinamento de cães, pois, além de garantir o bem-estar do animal, o veterinário também pode fornecer conselhos valiosos sobre os diferentes tipos e métodos de treinamento de cães, facilitando o treinamento de animais de estimação.

 

Também é importante ter paciência e repetir o mesmo comando e as mesmas ações várias vezes até que seu animal os aprenda, pois qualquer tipo de treinamento exige muita atenção e dedicação tanto do professor quanto do animal que recebe as instruções. Portanto, se você não é muito calmo (ou se seu cão tem dificuldade de concentração e compreensão), contratar um treinador profissional pode ser sua melhor opção.

Comandos básicos para cães

Ensinar comandos básicos de obediência a cães não é muito difícil e, com um pouco de paciência e muito amor, você pode fazer seu cão entender e internalizar certos significados de bom ou mau comportamento.

 

O processo pelo qual um animal de estimação entende comandos simples como sentar ou deitar é basicamente o mesmo; e deve ser repetido até que o cão obedeça aos comandos do dono. Por exemplo, o seguinte conjunto de instruções é eficaz para sentar:

 

  • Mostre ao seu animal uma guloseima de que ele goste e coloque sua mão, segurando a guloseima, atrás de seu corpo, iniciando um comando verbal.

 

  • Enquanto diz “SENTA” para o animal, pressione levemente o dorso dele, mostrando que tipo de comportamento você deseja dele.

 

  • Quando o animal está seguindo um comando, dê a ele carinho e guloseimas para recompensá-lo.

 

  • Repita o comando pelo menos cinco vezes para ter certeza de que o animal entende o que se espera dele e, conforme ele obedece, substitua os petiscos por mais afagos.

 

Simples e prático, o processo pode ser adaptado para vários outros tipos de comandos e truques (por exemplo, pular, virar, andar sobre as pernas do usuário ou “falar”), com ou sem um clicker.

 

Por exemplo, para que ele possa deitar-se, pode ser uma boa ideia deixar um pequeno pedaço de petisco na mão e colocá-lo no chão enquanto repete o comando “DEITA”. O animal vai enlouquecer e tentar pegar a guloseima e, quando se deitar, recompense-o repetindo a ação.

 

Quanto mais vezes o treinamento é repetido, melhor o cão entende o que se espera dele de acordo com cada comando.

5 dicas e contraindicações para ensinar truques a cães

É importante saber que certas atitudes e comportamentos podem ajudar muito ou atrapalhar o treinamento, como você pode ver na lista abaixo.

 

  • Comece o treinamento o mais rápido possível. A partir dos dois meses já é possível treinar animais, e sua compreensão nesta fase é muito mais rápida.

 

  • Apresente-se e mostre ao seu animal que você deve obedecê-lo. Não ceda às birras do cão quando ele tenta se comportar mal e deixa claro que não é “NÃO”.

 

  • Respeite os limites do seu animal e não pense que você pode ensinar todos os truques e comandos em um dia, pois cada animal tem um nível de aprendizado. O ideal é que o processo seja realizado por cerca de 15 minutos e no máximo duas vezes ao dia para não perder o interesse ou associar o treino a uma experiência negativa.

 

  • Não mime demais o seu animal de estimação. Como crianças na mesma situação, os animais não valorizam as recompensas tão altamente se as recebem sem motivo.

 

  • Nunca use violência e agressão para treinar seu animal de estimação. Este comportamento não é apenas um crime, mas também pode tornar o seu cão mais agressivo, por isso é aconselhável repreender o comportamento inadequado.

 

  • Escolha um momento em que o seu cão esteja pronto e ensine-lhe truques com calma. Os cães em situações de estresse ou medo têm dificuldade de concentração e têm uma boa compreensão dos comandos que desejam dar.

 

Continue lendo nosso site!

Como usar um mapa mental online

Mapa mental

O mapa mental online é a forma mais prática atualmente de você colocar todas as suas metas, seus objetivos, seus planos e poder classificar as informações contidas e melhor aproveitá-las.

Por isso o maior objetivo é você ter mais amplitude dos seus pensamentos e desenvolvê-los pois todos eles são colocados na sua frente, e ali você pode obter atitudes para a realização de metas, resolução dos problemas encontrados e até mesmo como pensar nas soluções das suas questões.

Por isso abaixo, você terá algumas informações para que você possa estar usufruindo e poder assim montar o seu mapa mental online.   

O que é um mapa mental?

Consiste em um diagrama que necessita que todos os pensamentos e idéias sejam organizados para sua melhor visualização dos mesmos, assim se torna um métodos de conclusão de metas, resolução, e memorização de itens que possa ser muito importante para você.

E isso te auxiliará principalmente a longo prazo, assim você sempre olhará para o diagrama e se lembrará das coisas que você ainda pode fazer, além de ser uma estratégia de memorização de estudos, trabalho e o que você preferir, você pode organizar e personalizar da forma que quiser e da melhor forma que sua cabeça possa ter entendimento sobre aquilo.  

Para quê serve?

O mapa mental serve para organizar a sua vida em diversos aspectos, ou áreas que deseja melhorar, por possuir uma ótima visualização ele te leva a contemplar os maiores conceitos de sua mente e principalmente em como interligá-los e planeja a executar esses passos.

É uma maneira estratégica de colocar a sua mente ali e poder ramificar várias informações que são necessárias que você saiba e que você necessite decorar. 

Como usá-lo corretamente?

Para usar o mapa mental online corretamente é preciso ter um modelo desse mapa e entender como ele funciona. Primeiramente, você precisa definir um tema principal, assim você terá um ponto de partida para a sua jornada, após isso você puxará setas com as cores de sua preferência que vão ser conectivos da palavra principal, e através dessas palavras você vai puxando outras e assim por diante.

O mais importante é você sequenciar esses objetos ou palavras que ali foram colocadas, para te direcionar a uma meta específica. Tente deixar tudo o mais claro possível para seu entendimento, principalmente a forma de organizar essas palavras e imagens pois quanto mais claro e objetivo esse mapa mental for, mais fácil será de sua mente entender as metas ali propostas. 

E claro, conforme os objetivos forem sendo concluídos, é importante atualizar esse mapa para que isso possa gerar mais ânimo e vontade de conseguir conquistar e terminar as outras metas. A seguir, você terá informações sobre as vantagens de um mapa mental online. 

Vantagens do uso de um mapa mental online

As principais vantagens de um mapa mental online é que você tem uma boa visualização dele, então na hora de organizar os seus pensamentos nele fica mais fácil poder ramificar e interligar as informações.

As principais características positivas do mapa mental online também é pode atualizá-lo a qualquer momento, então se de repente você conclui uma das metas que foi colocada nele pode alterar o status dessa meta como concluída. 

Além disso, você se envolve de forma mais fácil na sua aprendizagem, o mapa mental tem como finalidade exatamente isso, pois ele te envolve melhor nele e assim você tem ânimo para conseguir realizar as suas metas e principalmente melhorar a sua produtividade na sua vida e no seu dia a dia. 

Hoje em dia também há aplicativos que você pode baixar e ter acesso ao seu mapa mental quando quiser, é uma forma digital de poder ter esse acesso com facilidade e praticidade durante o seu dia enquanto você atualiza e define suas metas sem perder muito tempo. 

Onde encontrar?

O mapa mental atualmente é bem fácil de ser encontrado, pois muitas pessoas estão aderindo a esse método transformador, então hoje existem sites que podem te oferecer gratuitamente, basta uma pesquisa na internet e você pode estar pesquisando em vários sites e vendo com qual deles você tem mais facilidade e adaptação. 

O mais importante é buscar alternativas gratuitas para que você possa obter com mais facilidade, já que hoje em dia existem diversas opções na internet que você pode optar e não precisará pagar por isso.

Acima deste tópico também foi discorrido que você pode estar baixando no seu celular um aplicativo próprio de mapa mental, é uma ótima alternativa para quem leva a vida corrida. 

Essas informações lhe serviram para agregar mais ainda e principalmente te inspirar a ter uma vida mais organizada e produtiva, onde você consegue realizar as suas metas e seus desafios e consequentemente se tornar uma pessoa feliz e sempre em busca de novas estratégias de crescimento e desenvolvimento pessoal. 

7 maneiras criativas para organizar as toalhas em seu banheiro ou lavabo

Banheiro organizado

Um ambiente organizado pode transformar não apenas a relação que você estabelece com sua casa, mas também com você mesmo, influenciando de maneira significativa no bem-estar e na qualidade de vida.

Não à toa, temas ligados à produtividade e organização incluem a atenção com o lar como um de seus pontos fundamentais. Pense bem… se em sua casa não há lugares certos para guardar itens, objetos ficam espalhados por todos os cantos, você nunca consegue encontrar o que procura e a limpeza é sempre deixada para depois, provavelmente você:

  • Sente-se estressado e irritado quando está em casa;
  • Não consegue descansar tanto quanto deveria ou gostaria;
  • Perde muito tempo tentando arrumar e se sente desgastado;
  • Desistiu e está desolado em meio a bagunça sem fim.

Pode parecer um cenário desolador – independente se você mora sozinho ou compartilha a casa com várias pessoas – mas com um pouco de coragem, envolvimento, investimento de tempo e trabalho duro, organizar e ter uma casa aconchegante, e que intensifique sua vontade de estar nela, é um desafio que vale a pena abraçar.

O que não faltam são livros, mestres da organização, tutoriais pela internet e estilos de vida possíveis para te inspirar a buscar alternativas para viver bem. 

Hoje a nossa conversa será sobre a organização e decoração de um dos cômodos mais necessários e importantes (presente na maioria das casas): o banheiro ou lavabo. Este que para muitos é um local de reflexão, para ter ideias, cuidar do corpo, da beleza e da higiene, relaxar, fortalecer a intimidade com você mesmo (ou com outra pessoa), etc.

Seja grande ou pequeno, um banheiro limpo, prático, funcional e bem decorado (por mais simples e minimalista que seja) vai fazer toda diferença na sua casa.

Por isso, reunimos aqui sugestões imperdíveis para você fazer aquele up grade e tornar o seu banheiro ainda mais acolhedor. Vamos nessa?    

Por que investir em decoração no seu banheiro?

A decoração de uma casa, e aqui incluímos o banheiro, diz muito sobre as preferências e os gostos de alguém, e investir em uma decoração com a qual você se identifica, ou criar seu próprio estilo, faz parte de ter um lar.

O banheiro é uma área fundamental nas casas, onde a escolha por uma iluminação adequada, acessórios de decoração, espelhos nos mais variados formatos e que ajudam a aumentar o espaço, cores, plantas, organizadores de toalhas e outros itens vão moldando o lugar de acordo com a personalidade de seu dono.

Além disso, itens decorativos como caixas organizadoras, prateleiras, cestos, etc., não servem apenas para deixar o ambiente bonito, eles podem trazer praticidade, conforto e economia de tempo e espaço.

Como e por que variar as maneiras de exposição das suas toalhas?

Na hora de organizar é comum darmos atenção aos objetos pessoais e roupas, esquecendo que as toalhas de banho, de rosto, mãos etc., também merecem cuidados especiais, afinal, são elas que secam nosso corpo após um banho restaurador.

É ideal que você possa guardar suas toalhas em um mesmo espaço, facilitando o rodízio e a troca ao longo do uso. 

Se o seu banheiro tem pouca iluminação e não é muito arejado, evite guardar as toalhas neste ambiente, pois a umidade pode causar danos à integridade do material, atraindo mofos, fungos e ácaros prejudiciais à saúde. Neste caso, outros espaços como quarto e armários no corredor são opções melhores. 

Caso seu banheiro seja bem iluminado e tenha uma boa ventilação, nada impede que você possa guardar e expor suas toalhas, pois além de serem peças para uso diário, podem ser grandes aliadas na hora de decorar e tornar o ambiente mais bonito.

Maneiras criativas para organizar as toalhas em seu banheiro ou lavabo

Agora você conhecerá algumas das formas mais interessantes de expor e guardar suas toalhas no banheiro ou lavabo. 

E não pense que é preciso gastar muito. Com um pouco de criatividade e o espírito do ‘faça você mesmo’, qualquer ambiente pode se transformar de maneira impressionante. Confira!

1. Escadas

A utilização de escadas para colocar suas toalhas é uma solução elegante e que trará uma toque especial no seu espaço. Podem ser encontradas ou produzidas em metal, canos de PVC, madeira, galhos e até cordas – possibilidades que oferecem desde um estilo minimalista até o mais rústico.

Escada perdurar toalhas
Fonte Pinterest

Escada perdurar toalhas

2. Cordas

O uso de cordas para fazer porta toalhas é bem simples e fácil de por em prática. Você pode comprar a corda, cortar do tamanho que julgar necessário, pendurá-la no banheiro e finalizar com nós. O efeito rústico e descontraído vai te surpreender.

Corda para perdurar toalhaCorda para- perdurar toalhaCorda para perdurar toalha

3. Porta vinhos

Se você tem um porta vinhos guardado e não sabe o que fazer com ele, usá-lo para guardar suas toalhas é uma ideia criativa e inusitada. Seja em estilos mais simples ou trabalhados nas curvas e diferentes materiais, esse acessório trará para o seu banheiro uma sensação de aconchego e elegância como nenhum outro. Faça rolinhos com a toalha para guardá-las, como se fossem uma garrafa.

Porta vinho como porta toalhaPorta vinho como porta toalha

4. Caixotes e móveis de demolição

Caixotes e móveis de demolição (como portas, janelas e até cadeiras) são uma ótima opção para quem não quer gastar muito com decoração e adora colocar a mão na massa. Você pode adaptar e criar nichos coloridos, prateleiras e até estantes. 

Caixotes para organizaçãomóveis de demolição

5. Ganchos 

Os ganchos são clássicos, mas sempre há ideias criativas e interessantes para tornar o seu banheiro único. É possível utilizar quadros, cabeceiras de cama, galhos envernizados, pinturas e adesivos para deixar seu banheiro ainda mais incrível.

Galhos como perdurado de toalhasGanchos

6. Cestos 

Esta é uma das formas mais conhecidas para organizar toalhas, cestos em materiais como o cipó, jornais reciclados ou metal, podem ser pendurados na parede para criar nichos, colocados no chão, em cima de móveis ou em prateleiras. Suas toalhas estarão sempre ao seu alcance. Experimente utilizar cestos de tamanhos e cores diferentes para criar uma decoração especial e só sua. 

Cestos como porta toalhasCestos como porta toalhas

7. Prateleiras

Prateleiras são ótimas opções para quem não tem muito espaço no banheiro. Além de guardar suas toalhas, você pode aproveitar o espaço extra para colocar outros objetos. É uma solução que traz conforto e praticidade e deixa tudo que você precisa ao alcance de suas mãos. 

PrateleirasPrateleiras

Depois dessas inspirações temos certeza que ficou mais fácil organizar suas toalhas. Com quais delas você se identificou? Conta para a gente! 

Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade

Estude com a Educação a distância de agente comunitário de saúde

Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade

Muita gente se pergunta o que é a norma regulamentadora 10 ou NR 10 e o que é, já que é amplamente conhecida na área de segurança no trabalho ou ambiente de trabalho, você sabe o que é a NR 10?

 

CONHEÇA SUA HISTÓRIA

Esta norma tem fama entre muitos profissionais elétricos e ainda existem inúmeros trabalhadores que não entendem sua importância no ambiente de trabalho, muitos não profissionais que atuam na área elétrica não sabem o quão importante ela é.

 

Ressalta-se que a Norma Regulamentadora 10 se denomina Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade, é basicamente uma norma que tem como foco regulamentar qualquer tipo de obra que envolva energia elétrica e grandes riscos.

 

Visa também a proteção da integridade física e mental dos trabalhadores, sempre zelando pela saúde e segurança das demais pessoas direta ou indiretamente envolvidas nessas atividades e serviços.

 

A QUE EMPRESA SE APLICA A NR-10?

O Regulamento nº 10 (Segurança das instalações e serviços elétricos) do Ministério do Trabalho e Emprego pode ser aplicado em todas as empresas de origem pública ou privada, sem exceção, bem como nas demais instituições que empregam trabalhadores como empregados. também aplicável em todas as instituições. que desenvolvem serviços relacionados às etapas de produção, transmissão, distribuição e consumo, incluindo as etapas de projeto, construção, montagem, operação, manutenção de instalações elétricas e quaisquer outros tipos de obras que venham a ser realizadas nas proximidades, sempre considerando atentamente as demais normas que pode ser útil em outras atividades, na ausência de tais regras, usar as regras internacionais que podem ser aplicáveis.

AIS SÃO OS RISCOS NAS CENTRAIS E MANUTENÇÃO?

Se você trabalha com eletricidade ou serviços em suas instalações, lembre-se de que há diversos riscos a que você está exposto, riscos que na maioria dos casos, se não atendidos, podem resultar de ferimentos leves anteriores à morte do trabalhador.

 

Embora seja eletricidade de baixa tensão, pode representar um grande risco potencial para a saúde dos funcionários.

 

Uma das atividades de trabalho mais comuns que apresentam risco para quem trabalha com eletricidade é o choque elétrico, que pode causar consequências diretas e indiretas, como queimaduras, quedas, choques, etc.

 

Em nenhum caso podemos excluir o uso de medidas de controle coletivo e individual, que desempenham um papel fundamental neste tipo de atividade.

 

 MAS O QUE SÃO AS MEDIDAS DE CONTROLE?

De acordo com a norma normativa 10, de acordo com a cláusula 10.2.1, devem ser tomadas medidas preventivas para controlar o risco elétrico e outros riscos adicionais em todas as intervenções em instalações elétricas utilizando métodos de análise de risco para garantir a segurança e saúde no trabalho.

 

Vale citar também outros pontos destacados na NR 10 em relação às medidas de controle em um ambiente de trabalho com atividades relacionadas à energia elétrica:

 

– 10.2.2 Os controles adotados devem ser integrados com as demais iniciativas de segurança, saúde e meio ambiente da empresa no local de trabalho.

 

– 10.2.3 As empresas são obrigadas a atualizar os diagramas das instalações elétricas de seus empreendimentos, levando em consideração as características técnicas do sistema de aterramento e demais equipamentos e dispositivos de proteção.

 

É sempre útil lembrar que medidas corretivas e controles no ambiente de trabalho nem sempre devem se limitar ao uso de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), os empregadores devem sempre levar a sério o treinamento contínuo de seus funcionários, realizar treinamentos Um Mapa de Riscos é importante para que tenham plena consciência do desempenho das suas atividades e dos riscos que isso representa.

Como e quando realizar a troca de óleo de carros, motos e tratores?

Óleo lubrificante

A dúvida que milhares de pessoas têm é sobre a troca de óleo de carros, motos e tratores, e pensando nisso, decidimos vir aqui falar um pouco mais sobre esse ato, além de citarmos como e quanto deve ser feito.

É de extrema importância que você preste atenção em todos os tópicos e dicas que iremos dar aqui, para poder deixar o seu veículo bem lubrificado, e evitar problemas futuros no motor do mesmo.

Para começar com o pé direito, é essencial que você entenda exatamente para que serve esta lubrificação nos veículos, e por conta disso, falaremos sobre tal tópico logo abaixo.

Para o que serve a lubrificação do óleo em carros, motos e tratores?

Nos veículos, o óleo lubrificante serve para reduzir o atrito que acontece entre as peças dentro do motor, nas quais sem o óleo, acabariam tendo um desgaste extremamente rápido, deixando a manutenção super cara.

Por conta disso, é extremamente essencial que você sempre se atente a troca de óleo do seu veículo, para que assim, você não acabe tendo que arcar com custos maiores caso aconteça uma danificação no motor do mesmo.

Agora que você já sabe para que serve o óleo lubrificante, chegou a hora de você saber quando que esta troca deve ser feita.

Quando deve ser feita a troca de óleo?

A troca de óleo depende do seu veículo, tendo assim, tempos bem diferentes para carros, motos e tratores. Entretanto, logo abaixo você conseguirá observar o tempo certo para fazer a troca de óleo de todos estes veículos citados

Carros

O óleo do carro costuma ter uma boa durabilidade, que obviamente pode acabar variando de acordo com a marca que você compra, entretanto, normalmente a troca de óleo de um carro é necessária somente após 12 meses ou 10 mil quilômetros rodados.

Motos

Já para as motos, esta durabilidade acaba diminuindo um pouco, tendo em mente que é recomendado fazer a troca do óleo de motos a cada 6 meses. Em relação a quilometragem, a mesma costuma variar bastante de acordo com a marca do óleo que você adquirir, entretanto, é recomendável que você verifique o óleo a cada 3 mil quilômetros rodados.

Tratores

Para os tratores não existe uma certa quilometragem certa para ser feita a troca de óleo, entretanto, caso o mesmo esteja sendo utilizado com bastante frequência, é recomendável efetuar a troca de óleo a cada 3 meses.

Como saber o lubrificante ideal?

Agora que você já sabe de quanto em quanto tempo deve ser feita a troca do óleo lubrificante, além da quilometragem, chegou a hora de você saber como escolher o óleo ideal para o seu veículo.

É importante citar que em todos os veículos, o óleo deve ser comprado analisando a viscosidade do mesmo, além de termos que verificar a viscosidade ideal para o nosso veículo dentro do manual do fabricante.

Carros

Como citado, é necessário que você compre o óleo de acordo com a viscosidade que o seu fabricante propôs para o seu veículo, entretanto, os óleos mais utilizados para os carros são: 0W-20, 5W-30, 5W-40, 10W-40 e 20W-50.

Motos

Seguindo as mesmas indicações que os carros, para saber qual é o lubrificante ideal para a sua moto, também é extremamente necessário que você verifique tal informação no manual do fabricante, entretanto, normalmente conseguimos encontrar óleos com estas viscosidades em motos: 10W30 e 20W50.

Tratores

Para finalizar, e seguindo a mesma ideia dos outros veículos, os tratores também necessitam de um óleo com a viscosidade ideal que o seu fabricante pede, entretanto, tais óleos costumam ter as seguintes viscosidades: 10W-40 e 15W-40.

Como e onde devo realizar essa manutenção?

Agora que você já sabe verificar qual é a opção correta de óleo para o seu veículo, chegou a hora de você ver como e onde você deve fazer tal manutenção.

Carros

A troca de óleo para os carros apresentam uma maior facilidade e praticidade, e por conta disso, tal troca pode ser feita tanto em oficinas mecânicas, quanto em postos de gasolina da sua confiança.

Motos

As motos apresentam 3 opções bem divergentes, para que você possa escolher a melhor opção para você realizar a troca de óleo da mesma, sendo elas: por ser um processo mais simples que carros, você pode trocar o óleo da sua moto em casa, sendo necessário verificar o manual do fabricante, em oficinas de moto e até mesmo em postos de gasolina.

Tratores

Por ser um processo um pouco mais complexo que nos carros e motos, é recomendável que você leve o seu trator para algum especialista ou oficina mecânica realizar a troca de óleo do mesmo.

Com isso, pode-se dizer que você já sabe de tudo que é necessário sobre o óleo lubrificante, quando e como trocar o mesmo para manter a saúde do seu veículo.

4 soluções para reduzir o chulé nos pés

As pessoas têm que percorrer um longo caminho em suas vidas, mas muitas vezes esquecem nossos pés mais importantes. Mil milhas começam com um único passo. Nossos pés nos acompanham por milhares de montanhas e rios até o fim de nossa vida, devido ao alto índice de utilização, devemos estar mais protegidos.

O envelhecimento começa com os pés. A analogia médica dos pés é o segundo coração do corpo humano. De acordo com as estatísticas da American Podiatric Association, uma pessoa enérgica caminha cerca de 10.000 passos por dia e caminha uma média de 115.000 milhas ao longo da vida. 

Aproximadamente 179.442 quilômetros e acima, às vezes suando, rachando, descamação, coceira, fedorento, como cuidar dos pés é muito importante.

Os sapatos podem proteger os pés e ter um grande impacto na saúde dos pés. No entanto, depois de calçar meias e sapatos todas as manhãs, ambos os pés ficam enfiados nos sapatos. 

O ambiente úmido e quente misturado ao suor pode gerar um grande número de bactérias, que se acumulam por um longo tempo. As mais brandas levam à formação de chulé, o mais severo pode se tornar um pé de atleta. É especialmente embaraçoso quando você tem que tirar os sapatos. 

O cheiro forte de peixe salgado depois de tirar os sapatos é muito embaraçoso e afeta as emoções. Algumas pessoas têm até um sentimento de inferioridade devido aos pés ruins.

Comparado com os pés, o material dos sapatos masculinos também pode causar chulé. Muitas pessoas costumam escolher a beleza, a moda ou o preço baixo como prioridade ao comprar sapatos e muitas vezes ignoram a importância de sapatos adequados para a saúde dos pés. 

Por exemplo, materiais não respiráveis ​​para calçados, como couro sintético e meias de seda, são muito sufocantes, de modo que o suor nos pés não evapora facilmente e é mais provável que cause chulé.

Também há pessoas que só usam sapatos sem meias, de modo que o suor do pé atinge diretamente os sapatos, o que pode aumentar o chulé. É melhor usar meias de algodão que absorvem o suor para absorver o suor dos pés e manter as solas dos pés secas para evitar o odor dos pés.

Dê aos seus pés uma chance de respirar mais. Depois de ir para casa e tirar os sapatos, você pode borrifar um pouco de refrigerante ou pó de talco nos sapatos para absorver a umidade. 

Coloque os sapatos na varanda para ventilação, o que ajudará a remover o odor dos sapatos. Espere até de manhã. Quando quiser usá-lo, basta bater os dois sapatos um contra o outro e tirar o pó e você pode usá-lo.

Além disso, você também pode colocar os sapatos ao sol em tempo hábil para matar e esterilizar. Quando exposto ao sol, você pode tirar as palmilhas e expô-las completamente ao sol para ajudar a manter seus pés secos.

1. Remédio para remover o chulé

Anormalidades dietéticas de longo prazo, como comer em excesso ou não comer vegetais e frutas, reduzem a digestão e o metabolismo do corpo. Portanto, é necessário evitar que o suor produza metabólitos pungentes e suplementar nutrientes também é uma das maneiras de prevenir o chulé.

2. Banho de pés com bicarbonato de sódio

O odor dos pés é principalmente derivado da acidez do suor, que origina o crescimento bacteriano. O bicarbonato de sódio fracamente alcalino pode neutralizar o ácido e o álcali para obter o efeito de melhorar o odor dos pés.

Método

Adicione 1 litro de água morna à bacia e, em seguida, despeje 3 colheres de sopa de bicarbonato de sódio. Depois de mexer, deixe os pés de molho por cerca de 10-15 minutos. Enquanto persistir, você pode efetivamente melhorar o problema do chulé.

3. Vinagre branco + água quente para os pés

Ao tomar banho à noite, coloque água morna quente na bacia, despeje 10 a 15 ml de vinagre branco e mergulhe seus pés por cerca de 10 a 15 minutos todas as noites. Isso pode não só desodorizar, mas também esterilizar e prevenir o chulé nos pés.

4. Pés de cinzas espinhosas

Coloque 30 gramas de pimenta em um recipiente e ferva em fogo alto, depois cozinhe em fogo baixo por 20 minutos. Mergulhe os pés enquanto a água está quente. Use esta receita para molhar os pés com frequência. Ela pode melhorar os sintomas de chulé e deixa os pés mais saudáveis.

 

Cirurgias a laser: a tecnologia na medicina que deu certo

Cuidados com a visão

Nos dias atuais, todos podemos concordar que a tecnologia superou muitas barreiras e trouxe uma maior qualidade de vida para todas as pessoas de uma forma geral. 

Por conta desses inúmeros avanços tecnológicos na área da saúde, a qualidade de vida e o tempo de vida das pessoas têm aumentado muito.

Pensando nessa temática, no artigo de hoje falaremos sobre as famosas cirurgias a laser: a tecnologia na medicina que deu certo!

Medicina tecnológica em expansão

Atualmente, engana-se quem pensa que a tecnologia só está presente nos aparelhos eletrônicos e nos computadores. A tecnologia está cada vez mais forte e presente também no meio da saúde e no meio hospitalar.

A medicina tecnológica se encontra em vasta expansão, e com uma tendência de crescer ainda mais nos anos seguintes. 

A missão da medicina é salvar vidas e promover mais qualidade de vida para as pessoas que estão doentes, então esse foco se manterá muito firme e podendo contar com muitas novidades e inovações, como acontece com o uso do laser nas cirurgias.

No tópico a seguir, vamos entender melhor como funciona o uso do laser nas cirurgias de todo o mundo.

Como é o laser utilizado em cirurgias

Do começo do século XXI para os dias atuais, muitos médicos têm optado em fazer cirurgias a laser ao invés das cirurgias que literalmente cortam a pele ou regiões do corpo dos seus pacientes.  

A cirurgia a laser tem como processo o envio de uma radiação eletromagnética que é feita para cortar os tecidos durante a cirurgia.

A cirurgia a laser, além de ser indolor, conta com um menor tempo de recuperação. As áreas da oftalmologia, coloproctologia e neurologia costumam usar com mais frequência o método de cirurgia a laser. 

Algumas cirurgias que se descomplicaram com o uso do laser

Abaixo, segue uma relação de algumas cirurgias que se descomplicaram com o uso do laser em sua realização:

  • Coloproctologia;
  • Cirurgia na próstata;
  • Hidrocefalia;
  • Hidrocefalia secundária;
  • Estenose de aqueduto;
  • Neurocisticercose; 
  • Tumores intraventriculares;
  • Miopia;
  • Hipermetropia;
  • Astigmatismo;
  • Cirurgias de catarata.

Todas as cirurgias mencionadas acima foram muito facilitadas com o uso do laser em sua realização. Os médicos notaram muitos efeitos positivos nas cirurgias a laser nesses casos específicos, como:

  • Menor tempo de recuperação no pós operatório; 
  • Pós-operatório mais rápido e com menos dor e complicações;
  • O laser evita sangramentos;
  • Ajuda nos problemas de cicatrização;
  • O laser evita o ressurgimento das doenças pela sua efetividade;
  • A cirurgia a laser conta com um menor tempo na própria operação;
  • Ela reduz custos;
  • Ela reduz riscos de complicações;
  • As cirurgias a laser são mais precisas e seguras;
  • Elas contam com mais rapidez e facilidade no seu processo;
  • Muitas cirurgias a laser dispensam a necessidade de internação do paciente.

Retirada da vesícula

Quando a vesícula biliar de um paciente apresenta problemas, como a formação de pedras na região, o paciente pode precisar realizar uma cirurgia para a retirada da vesícula, por meio de uma técnica chamada comumente de colecistectomia.

A cirurgia para a retirada da vesícula, apesar de dita como feita a laser, é na verdade, feita por videolaparoscopia (uma técnica cirúrgica minimamente invasiva no corpo do paciente). 

A cirurgia laparoscópica a laser é muito vantajosa por ser bem menos invasiva, são abertos apenas quatro mínimos furos no abdômen do paciente, por onde são introduzidos o material necessário para a retirada das pedras e uma pequena câmera, que guiará todas as ações do médico responsável.

Os riscos de complicações são muito baixos em cirurgias desse porte, sendo raros de ocorrer, mas, como em qualquer situação médica, são possíveis. As vantagens estéticas e de auto estima são enormes nesses casos que podem contar com a cirurgia a laser.

Catarata

A catarata é uma das doenças dos olhos mais comuns em todo o mundo, muitas pessoas que têm catarata acabam perdendo completamente a sua visão se a mesma não for devidamente tratada.

Quando é devidamente tratada com a cirurgia a laser, o caso se torna reversível e a pessoa pode sim voltar a enxergar muito bem. O procedimento substitui o cristalino opacificado e danificado do olho por uma nova lente artificial.

Como visto acima, a cirurgia a laser é muito pouco invasiva e no caso da catarata, os riscos da cirurgia são praticamente nulos. É um dos procedimentos médicos mais seguros de se fazer em todo o mundo.

Neurocirurgias

Nas cirurgias que são tratadas com laser, a hidrocefalia é uma delas. Estudos mostram que 30% dos pacientes com hidrocefalia podem ser tratados com a técnica de cirurgia a laser. 

Com essa cirurgia, os portadores não necessitam do implante definitivo da prótese de derivação ventricular, essa novidade traz uma imensa redução de custos e de riscos de complicações sérias para essas pessoas.

Considerações finais

A cirurgia a laser traz inúmeros benefícios para a saúde das pessoas que podem realizá-la. Com o avanço e investimento na tecnologia da saúde, certamente esse número só irá aumentar, tanto de pessoas, quanto de doenças que o laser pode auxiliar a curar.

Por conta disso, é muito importante que o Brasil invista em tecnologia e em estudos voltados para a saúde, visando assim, um país forte nesse meio e que dispõe de boas ferramentas para ajudar a sua população com os seus inúmeros problemas de saúde.

Direito criminal: como atuar na área?

Advogado penal

O que abrange o direito criminal?

O objetivo é a proteção dos bens jurídicos diminuindo a incidência de crimes designados pela lei de um país.

Direitos como vida, liberdade e propriedade são alguns dos temas que o direito criminal visa defender, por meio do exercício da lei. 

Como funciona a legislação quanto à criminalística?

A criminalística é o ramo do Direito criminal que visa a elucidação dos crimes e o conhecimento dos autores de condutas ilegais, mediante coleta de fatos e vestígios em algum local de crime.

Por isso, esse ramo é muito importante na área criminal, já que, descobrir um autor de crime é o primeiro passo de qualquer processo que envolva situações ilegais.

Como ingressar na área criminal?

Para se tornar um profissional especializado em qualquer área criminal, a pessoa deverá ter um curso superior em Direito completo, e ter passado em algum concuso público voltado para a profissão escolhida.

Os concursos para que uma pessoa torne-se um especialista remunerado nessa área criminal é muito exigente, portanto, o estudante deve estar pronto para enfrentar maratonas de provas extensas, caso queira ingressar na carreira criminal.

Como especializar-se na área criminal?

Quem pensa em fazer carreira na área criminal deverá atentar-se às especializações, afinal, para ser um perito criminal, por exemplo, não basta que o estudante seja formado em Direito.

Para isso, a pessoa deverá ter especialização em Química e Biologia, pois, este profissional trabalhará com provas que serão examinadas em laboratórios e, qualquer erro na identificação de um suspeito pode trazer muitos problemas na vida do trabalhador dessa área.

Esse é só um exemplo, mas, abaixo falaremos sobre outras profissões que necessitam de profissionais bem qualificados para atuar.

Outras profissões para quem se identifica com o segmento

Pensando nisso, citamos 5 profissões para quem se identifica com Direito criminal, a seguir.

Detetive

Quando pensamos em um detetive, logo imaginamos um profissional que vive se escondendo de outras pessoas para encontrar provas ocultas em algum lugar, mas, diferentemente das ficções, esse profissional trabalha a maior parte do tempo em escritórios.

O detetive é responsável não só por detectar um criminoso, mas também para investigar toda a vida dessa pessoa para entender o que fez ela cometer um crime.

Esses profissionais têm acesso a documentos restritos ao governo e a investigações de órgãos do Estado, portanto, é uma profissão que exige muita experiência em Direito Criminal de seus profissionais.

Claro que, sim, existem detetives que trabalham em campo coletando provas para fazer um relatório para alguém, mas nem sempre isso acontece.

Advogado

A função de um advogado criminal diz respeito à defesa de seus clientes, mesmo que ele seja um réu que possui poucas chances de sair impune de um crime.

Esses profissionais atuam em tribunais, acompanhando seus clientes em julgamentos, mas, a maior parte do tempo, hoje em dia, esses profissionais estão trabalhando em um escritório de frente para um computador, produzindo textos que visam a defesa de algum cliente.

Apesar de ser uma profissão muito escolhida pelas pessoas, o advogado criminal possui menos especialistas prontos para atuar.

Policial

Todo crime torna-se um inquérito e depois torna-se um processo judicial até ser julgado pelo juiz, por isso, a investigação criminal começa no momento que o delito é cometido e que a força policial é acionada.

Por isso, um profissional que procura se especializar para ser um policial sairá na frente dos outros, pois, essa profissão é querida por muitos.

Para ingressar nessa área, os estudantes de Direito criminal enfrentam grandes concorrências e têm que passar por jornadas exaustivas de provas físicas e até psicológicas, afinal , essas pessoas tratam diretamente com o perigo.

Auxiliar forense

O auxiliar forense é o profissional que auxilia o perito na investigação de condutas criminosas e a pessoa que sonha com esse tipo de profissão terá que lidar com pessoas que não são muito receptivas com o exercício dessa profissão, afinal, um  investigador desses pode saber toda a vida pregressa de um criminoso.

Claro que essa não é a questão, mas é um ponto que deve ser considerado por quem busca especialização para trabalhar como auxiliar forense.

Profissional de perícia

O profissional de perícia é responsável por conduzir toda investigação, desde o momento que os especialistas estão avaliando a cena do crime, até o momento que o caso já foi resolvido.

Mas, convenhamos, todas as profissões que foram citadas aqui são escolhidas por quem deseja fazer Direito criminal por um simples, mas importantíssimo motivo: salários  melhores.

Não vamos entrar nesse mérito, aqui, mas essa é uma questão que, realmente, faz parte do imaginário de pessoas que estão se formando em Direito Criminal, hoje  em dia.

Dicas para se tornar um agente de saúde comunitário

Agente de saúde comunitario

Você com certeza já viu ou ouviu falar sobre os agentes de saúde, nos quais visitam milhares de casas e famílias de diversas comunidades todos os dias, para auxiliar os mesmos a terem uma saúde e qualidade de vida melhor.

Estes agentes trabalham diretamente para o Sistema Único de Saúde (SUS), realizando atividades que ajudam na prevenção de doenças, e promovendo a saúde da população em geral.

Uma das atividades nas quais mais costumamos ver os agentes de saúde executando, é a visita de casas, para verificação de possível proliferação do Aedes aegypti, o “Mosquito da dengue”, que é responsável por infectar milhares de pessoas todos os anos.

Tais agentes têm um papel extremamente importante dentro da sociedade, visando acompanhar e promover a saúde, além de passar tais informações para o SUS, principalmente de gestantes, crianças e adolescentes, idosos, lactantes, pessoas com algum sofrimento psíquico, dependentes químicos e grupos em geral em vulnerabilidade.

Entretanto, mesmo sendo uma função essencial dentro da comunidade, muitas pessoas ainda têm dúvidas, ou não sabem como podem se tornar um agente de saúde, e pensando nisso, decidimos trazer todas estas informações para você!

Qual a função de um agente de saúde comunitário?

Para conhecer totalmente os agentes de saúde comunitário, você deve saber exatamente sobre todas as suas funções e obrigações com a população e o SUS, por isso, vamos citar todas elas aqui!

Como foi dito anteriormente, os agentes de saúde comunitário trabalham diretamente para o SUS, ajudando a promover a saúde e prevenção de doenças dentro de uma certa sociedade.

Tendo isso em mente, podemos dizer que a principal função de um agente de saúde comunitário é realizar visitas domiciliares rotineiras, dentro de sua área geográfica de atuação (onde mora), para poder conscientizar, identificar e orientar pessoas que apresentem sintomas de doenças agudas e crônicas.

Além desta orientação, os mesmos também devem ajudar estas pessoas a fazerem o encaminhamento para a unidade de saúde mais próxima, para assim, poderem se tratar e cuidar o mais rápido possível,

Estas visitas não tem como único objetivo buscar pessoas que apresentam tais sintomas, mas também, evitar a proliferação de certas doenças, sendo um grande exemplo disso, a do Aedes aegypti, como foi citado mais acima.

Com isso, você já está totalmente por dentro de todas as funções que um agente de saúde comunitário costuma exercer, e assim, já está preparado para poder ver quais são os requisitos que deve-se ter para poder se tornar um, e acredite, você irá se surpreender, portanto, continue por aqui!

Como se tornar um agente de saúde comunitário?

Agora você verá um pouco de como se tornar um agente de saúde comunitário! Você ficará por dentro de todos os requisitos necessários para poder exercer tal função, além de, saber exatamente como você pode concorrer a vaga da mesma.

Entretanto, antes de adentrarmos nestes detalhes, você com certeza tem grande interesse de saber quanto um agente de saúde comunitário pode ganhar, certo? Bom, levando em consideração a qualificação profissional que se deve ter, que você verá mais abaixo, pode-se dizer que tal função até paga bem, para o que se é exigido!

Os agentes de saúde comunitário costumam iniciar com um salário de R$ 1.178,00, no qual pode chegar até R$ 1.605,00. Também é importante citar que a média do salário do mesmo no Brasil é de R$ 1.435,00. Entretanto, lembre-se que estes números podem variar de acordo com o seu estado, pois é ele quem define qual será o salário dos agentes de saúde.

Qualificação profissional

Para se tornar um agente de saúde, não são necessárias qualificações profissionais muito aprofundadas, sendo um dos grandes pontos positivos da profissão.

Sendo necessário somente ter um ensino fundamental completo, e morar dentro da sociedade que você irá atuar, você já está dentro de todos os requisitos necessários para poder exercer a função de um agente de saúde, e assim, promover a saúde dentro da sua sociedade.

Concursos públicos e processos seletivos

Além de cumprir os requisitos citados acima, para você estar apto e começar a exercer a função de agente de saúde, é necessário que você seja aprovado em concursos públicos ou processos seletivos dentro da sua região, que oferecem tal vaga!

Não é como se você tivesse que enviar um currículo e concorrer a vaga com milhares de pessoas sem ter a chance de se apresentar antes. Fazendo concursos públicos, você tem a chance de mostrar que realmente merece a função, aplicando todos os seus conhecimentos na prova, e tirando a maior nota que conseguir!

Com isso, você já sabe de tudo que é necessário para poder se tornar um agente de saúde pública, podendo promover a saúde e prevenção de doenças dentro da sociedade, melhorando assim, a qualidade de vida da mesma!

5 dicas para escolher o chinelo ideal para o seu pé

Chinelo feminino rasteiro

Chinelo é certamente a peça para seu pé mais versátil que existe. É aquela peça que todos temos em casa pois é tão simples de usar, é ótima para dias quentes, dias na praia ou piscina, ou simplesmente quando você não quer algo muito complicado. É aquela peça relaxada que todos usam e amam por sua versatilidade.

Porém, não se engane, mesmo que chinelos sejam simples ou fáceis de usar, isso não quer dizer que não existe nenhuma consideração ao escolher o chinelo ideal para você. Além do estilo pessoal, existem diversas dicas que podemos mencionar antes de você comprar seu próximo par de chinelo.

Além disso, existem diversos modelos de chinelo, seja sua escolha um chinelo sandália, ortopédico, casual ou os mais comuns feitos de borracha, há sempre uma escolha perfeita para você.

Iremos ver 5 dicas para escolher o chinelo ideal para o seu pé, mantendo em mente não só o charme, mas também o conforto pessoal para que a experiência com seu chinelo seja a melhor possível! Apesar de serem itens muito fáceis de usar, se você aplicar essas dicas antes de obter um novo par, certamente vai amar ainda mais sua escolha.

Como escolher o chinelo ideal para o seu pé?

Para determinar o modelo ideal de chinelo para o seu pé, é preciso considerar certos detalhes. Essas dicas vão explicar quais são esses, apesar de parecerem óbvias, muitos ignoram isso durante a compra de chinelos. Isso ocorre pois, afinal, o chinelo é tão simples de usar e fácil de comprar que, para alguns, não é preciso muito pensamento.

Mas para sua decisão final ser a que você realmente fique satisfeito com o resultado, essas dicas vão mudar completamente o processo de compra de seus chinelos. Leia elas e entenda mais como ter muito mais conforto ao comprar o chinelo ideal para o seu pé.

Identifique o formato de seu pé

Essa dica pode parecer muito simples para alguns, porém o formato de seu pé é a primeira questão a ser analisada antes da compra de qualquer calçado. É bom mencionar que os chinelos no Brasil têm uma numeração dupla e, por isso, podem confundir um pouco quem compra. Ficar atento no formato é ideal para evitar o desconforto após um longo período de uso.

Verifique o solado

Tenha certeza que a sola de seu chinelo é de boa qualidade, muitas vezes esse é o item que você mais vai usar em seu pé durante todos os dias. É um item super casual que a maioria das pessoas usam em casa e, portanto, a sola deve ser de qualidade. 

Sem essa mesma qualidade, a sola pode sair facilmente após ficar desgastada com a quantidade alta de uso.

Avalie o material, acabamento e corte das tiras

Não há situação mais irritante que as tiras de um chinelo arrebentar fora de casa. Checar seu material, se ele é de qualidade ou fraco, seu acabamento e o corte, analisando se foi feito de forma correta e encaixado de forma certa, pode evitar que situações como essa venham a acontecer.

Qualidade de material significa que o plástico usado em um chinelo casual, por exemplo, tem uma maior dureza em suas tiras do que no resto do chinelo. O corte deve ter um formato que encaixe em seu pé sem problemas, além de encaixar no buraco que se encontra no chinelo sem parecer estar querendo sair a todo momento.

Já o acabamento significa comparar seu novo par com outros do qual você já confia, eles são tão bons quanto?

Defina o uso

Como dito antes, existem diversos tipos de chinelo. Chinelos do tipo sandálias, ortopédicos, casuais, etc. Cada um é específico para uma situação, claro, você pode definir o uso que desejar para eles, mas a verdade é que foram feitos pensando em uma situação específica de seu dia.

Compre um chinelo casual para quando quer um chinelo de ficar em casa e, por exemplo, um tipo sandália para sair.

Teste o tamanho

Nesse caso, escolha o número do chinelo tomando base com outros sapatos comprados antes. Se o número de um se seus tênis, por exemplo, é 37, compre um chinelo de número 37/38. Comprar os chinelos do tamanho certo significa que ele irá poder se encaixar de forma correta com o formato de seu pé. Portanto, o tamanho é uma das características que ajudam a determinar um bom chinelo. Talvez, a dica mais importante!

Conclusão

Após essas dicas, com certeza você pode comprar um novo par de chinelo ideal para seu estilo e pé, mostre toda sua personalidade com eles.

Viu como é fácil comprar o chinelo ideal com essas dicas? Seu pé vai agradecer por todo o conforto que essa peça versátil trás! Nunca se esqueça dessas dicas durante suas compras e com certeza vai arrasar com estilo, além de conforto!