Que roupa devo usar no exame admissional?

Exame médico admissional

Uma das etapas para a contratação de um novo colaborador em uma empresa é o exame admissional.

Para muitas pessoas esse procedimento pode causar ansiedade, seja por não entender sua finalidade, pelas histórias de constrangimento ao trabalhador ou por medo de reprovação.

O exame admissional é uma avaliação médica obrigatória, prevista pelo artigo 168 da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho). E complementa o trabalho do RH – que foca na análise das experiências, qualificações e perfil do candidato – avaliando as condições físicas, mentais e a saúde do trabalhador.

Esse processo pode gerar muitas dúvidas: que roupa devo usar no exame admissional? Como me comportar? O que esperar? Para eliminar suas incertezas com relação a este processo, elaboramos este artigo, que lhe ajudará a entender o que é e como funciona o exame admissional.

Vamos lá!

O que é o exame admissional

O exame admissional é obrigatório por lei a todos os trabalhadores que executam suas funções em regime CLT e deve ser realizado antes do colaborador iniciar suas atividades na empresa.

O objetivo é conhecer o histórico médico do novo profissional, suas condições físicas e mentais, e se ele está realmente apto para assumir e desempenhar as funções designadas para o cargo.

Trata-se, também, de uma precaução que a empresa deve tomar para ter certeza de que o empregado não possui nenhum problema de saúde ou limitações que podem ser agravadas pela função que ele desempenha no novo emprego.

Cada profissão pode determinar quais exames serão necessários de acordo com suas especificidades, graus de risco e recomendações. 

Por exemplo, para um profissional cujo cargo exige movimentos muito repetitivos, é importante avaliar a presença de lesões e a saúde de suas articulações, o médico pode averiguar a postura e os movimentos deste trabalhador para ter certeza que o quadro não piore.

Qual a importância do exame admissional?

O exame admissional é de extrema importância, pois:

  • É uma forma de proteger a saúde e a integridade física e mental do trabalhador;
  • Serve como respaldo legal tanto para a empresa quanto para o trabalhador, garantindo sua aptidão para realizar a função designada e que ele será indenizado devidamente em casos de acidentes de trabalho, enquanto garante que a empresa não sofra processos por problemas de saúde que o funcionário já apresentava ou adquiriu em outro emprego.

Além disso, é por meio do exame admissional que futuros acidentes podem ser evitados, garantindo que a contratação seja tranquila e segura, e oferece orientações aos empregadores, principalmente em casos de profissionais com limitações físicas e intelectuais.

Quais são os exames admissionais obrigatórios?

O exame admissional configura um procedimento simples e objetivo, para a realização de uma análise básica da saúde do paciente/trabalhador. E dependendo do caso, exames complementares podem ser solicitados pelo médico do trabalho.

Conheça os exames obrigatórios:

Anamnese médica

Consiste numa conversa ou entrevista com o trabalhador para que o médico passe a ter ciência sobre seu histórico de saúde mental e física.

E é com base nessa entrevista que o médico pode encontrar respostas e entender, entre outras coisas:

  • O histórico familiar do paciente;
  • Se seus trabalhos anteriores ofereciam alguma espécie de risco, como ruídos elevados ou exposição a químicos.

Avaliações físicas e psicológicas

Esta etapa é realizada após a anamnese, para identificar se há ocorrência de doenças ocupacionais, lesões, fraturas, etc. É nesse momento que as avaliações físicas e psicológicas são feitas.

A aferição da pressão arterial, da visão, dos batimentos cardíacos, do abdômen, membros e coluna. É possível, também, que sejam solicitados exames de sangue e urina, para verificação da glicemia ou da presença de substâncias tóxicas (álcool e outras drogas).

Exames complementares

Caso seja necessário, conforme a profissão a ser exercida pelo trabalhador, exames complementares podem ser solicitados – audiometria (para profissionais de telemarketing) ou exames para testar a acuidade visual (para motoristas), por exemplo.

Esta categoria de exames são importantes não apenas para cuidar da saúde geral do profissional, mas para dar atenção às especificidades e particularidades de cada ocupação.

Qual roupa usar no exame admissional?

Esta é uma das grandes dúvidas que surgem quando o trabalhador é contratado e precisa realizar o exame admissional.

Mas não há motivo para pânico ou receio. É importante ter sempre em mente que, por mais que este exame tenha suas particularidades, a medicina do trabalho não é muito diferente da medicina clínica, e a abordagem do médico em ambas é similar.

No entanto, a responsabilidade do médico trabalhista é avaliar a aptidão do trabalhador para a função ser exercida e o fornecimento do Atestado de saúde Ocupacional (AOS) após avaliação.

O ideal é que o paciente a ser analisado use roupas confortáveis, principalmente em casos onde serão necessários testes de aptidão para funções que exigem muito esforço físico, sendo necessário, para estes casos, uso de roupas folgadas, tênis.

Durante alguns exames específicos, pode ser solicitada a retirada das roupas, por isso, é sempre bom evitar vestimentas muito apertadas, justas e que dificultem a agilidade do processo. Veja algumas dessas situações:

  • Hérnia inguinal: empregos que exigem muito esforço físico, e exercícios pesados podem agravar ou fazer surgir este problema, que é um deslocamento do abdômen, por isso o médico pode solicitar a retirada das roupas de baixo ou de peças íntimas;
  • Ecocardiograma: para verificação de problemas no coração, onde pode ser solicitada a retirada da blusa, e do sutiã (no caso das mulheres);
  • Radiografia do tórax: que pode ser feito de roupas, mas é necessário se atentar para não deixar peças de metais no corpo.

É possível ser reprovado no exame admissional?

Como dissemos, o exame admissional existe para proteger a saúde e a integridade do trabalhador, e não deve ser motivo de exclusão ou ser usado para impossibilitar sua contratação.

Mas pode acontecer de o candidato ser reprovado, por não estar apto ao exercício de sua função, em termos médicos. Por exemplo, um profissional que precisa ficar muitas horas sentado, mas é identificado uma hérnia de disco que o impede de realizar essa ação. 

Se este for o caso, o candidato tem o direito de receber explicações detalhadas e esclarecimentos sobre qual o motivo da reprovação, que deve estar diretamente ligada à sua saúde e não à sua qualificação e/ou habilidades profissionais.

Qualquer empregador sério, responsável e atento, trata com seriedade a saúde do colaborador e cuida daqueles que são sua força de trabalho, compreendendo e evitando ao máximo os riscos aos quais os trabalhadores podem ser expostos.

O exame admissional é a melhor forma garantir que toda e qualquer situação seja gerenciada com eficiência, evitando doenças, lesões e acidentes.